Gestão de projetos: como estruturar as atividades para a realização de projetos de layout em sistemas de envasamento de bebidas na indústria alimentícia

Paulo Henrique Lixandrão Fernando, Kelly Cristina de Lira Lixandrão, Raphael Monteiro Oliveira, David Buzo de Moraes

Resumo


O objetivo desse trabalho foi demonstrar a utilização dos sistemas de gestão de projetos, para propor uma estrutura adequada do layout produtivo de envasamento de bebidas na indústria alimentícia, focando em suas linhas de envasamento com base nas melhores práticas. Analisaram-se as etapas do ciclo de vida de gerenciamento de projetos e buscou-se, com base nas informações obtidas com a empresa-caso, identificar a formação das etapas que mais contribuíram para o sucesso do projeto, dentro das fases definidas pelo Instituto de Gerenciamento de Projetos (PMI). Os dados obtidos foram confrontados com as teorias administrativas, tanto das áreas de produção, quanto das áreas de gestão de projetos, abrangendo-se os fatores decisivos para constituição de um modelo de organização das tarefas a serem realizadas no projeto, nas etapas de implementação do layout da linha de envasamento de produtos. O levantamento foi realizado em uma grande empresa fabricante de equipamentos para envasamento de bebidas, considerando-se sua carteira de projetos por meio de uma pesquisa quatitativa. Dentre estes projetos, foram estudados os layouts desenvolvidos para alguns clientes. Ao final, os dados obtidos mostraram a necessidade de definir uma estrutura analítica do projeto (EAP), específica para cada tipo de negócio ou produto a ser gerado por meio do projeto; e a partir disso, verificou-se a forma como uma empresa estrutura seus projetos.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ARTTO, K. A., Managing projects front-end: incorporating a strategic early view to project management with simulation. International Journal of Project management., v. 19, p. 255-264, 1999.

BAZARGAN-LARI, M. Layouts designs in cellular manufacturing. Eureopean Journal of Operation Research., v. 112, p. 258–272, 1998.

BROWN, M. Customer service – the key to satisfaction and loyalty. Inglaterra: British Telecommunications Engineering, v. 17, p. 114–119, 1998.

DAVIS, M. A.; CHASE, R. B. Fundamentos da Administração da Produção. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

GAITHER, N.; FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. São Paulo: THOMSON, 2001.

GIANESE, I.G.N.; CÔRREA, H.L. Administração Estratégica de Serviços: Operações para a satisfação do cliente. V. 3. São Paulo: ATLAS, 1996.

GODOY, A.S. Pesquisa Qualitativa: Tipos Fundamentais. RAE, SP, v 35, n 3, p 20-29, Maio/Jun/1995.

HAMMER, M.; CHAMPY, J. Reingeniería: Olvide lo que usted sabe sobre cómo debe funcionar una empresa. ¡Casi todo está errado! Traduzido por Jorge Cárdenas Nannetti. Bogotá. Editora Norma S. A., 1994. Tradução de: Reengineering the Corporation: A Manifesto for Business Revolution.

HELDMAN, Kim. Gerência de projetos: Fundamentos. Rio de Janeiro: CAMPUS, 2005.

HOUAISS, A. Dicionário eletrônico Houaiss da língua Portuguesa. Rio de Janeiro: OBJETIVA, 2001.

KAPLAN, A.; A Conduta na Pesquisa: Metodologia para as ciências do comportamento. Traduzido por Leônidas Hegenberg e Ocyanny Silveira da Moda. São Paulo: Editora Helder, 1972. Tradução de: The conduct of inquiry. Methodology for behavioral science.

KOTLER, P. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. São Paulo: Atlas, 1994.

MARTINS, P. G.; LAUGENI, F. P. Administração da Produção. São Paulo: Saraiva, 2006.

LORINI, F.J. Tecnologia de grupo e organização da manufatura. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 1993.

MAXIMIANO, A.C.A. Administração de Projetos: como transformar idéias em resultados. São Paulo:ATLAS, 1997.

MAYER, R. R. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 1981.

MEREDTH, J. R.; MANTEL, S. J. Project management: a managerial approach. New York: Wiley, 2011.

MOREIRA, D. A. Administração da Produção e Operações. São Paulo: PIONEIRA, 1998.

NORMANN, R. Administração de serviços: estratégia e liderança na empresa de serviços. Traduzido por Ailton Bomfim Brandão. São Paulo: Editora Atlas, 1993.

OLIVEIRA, D. de P. R. de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. São Paulo: Atlas, 2000.

PMI, P. M. I. A guide to Project Management Body of Knowledge: PMBOK guide. Newtown Square, PA: Project Management Institute, 2017, 6ª edição.

REINHOLD, M.R. Manual Prático de Cervejaria. 1ª ed. São Paulo:ADEN,1997

SCHONEMANN, M; HERRMANN, C.; GRESCHKE, P.; THIEDE, S. Simulation of matrix-structures manufacturing systems. Journal of Manufacturing Systems. v. 37, p. 104-112, 2015.

SOTILLE, M.A. et al. Gerenciamento do escopo em projetos. 1ª ed. São Paulo: FGV Mangement, 2005.

STRAUSS, A. L. Qualitative analysis for social scientists. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

TEIXEIRA, C. Z. Organização industrial da pequena empresa. São Paulo: IBRASA, 1986.

VALERIANO, D.L. Gerência em Projetos: Pesquisa, Desenvolvimento e engenharia. São Paulo: PEARSON, 1998.

VOIGT, T.; FLAD, S.; STRUSS, P. Model-based fault localization in bottling plants. Advanced Engineering Informatics, v. 29, p. 101-114, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Autor e revista